domingo , 17 dezembro 2017
Início >> Oportunidades >> Evento na Colômbia recebe projetos de inovação cidadã

Evento na Colômbia recebe projetos de inovação cidadã

5.4.2016 – http://www.cultura.gov.br/

A Secretaria Geral Ibero-Americana (Segib) e o Ministério de Cultura da Colômbia abriram chamada para o 3ª Laboratório Ibero-Americano de Inovação Cidadã (#LabicCO), que será realizado de 9 a 23 de outubro de 2016 na cidade de Cartagena das Índias. O prazo para inscrições de projetos de inovação cidadã já está aberto e vai até 30 de abril.
Ao todo, serão selecionados 10 projetos de toda Ibero-América que tenham como objetivo melhorar as condições de vida de populações vulneráveis, buscando gerar soluções para problemas concretos da vida diária nos 22 países da região.
Os laboratórios de inovação cidadã são uma grande maratona de experimentação, concepção e prototipagem de novas ferramentas, plataformas e ações que ajudem a promover a inclusão social e a qualidade de vida das pessoas.
Os 10 projetos escolhidos para irem à Colômbia serão desenvolvidos, ao longo de duas semanas, por equipes de trabalho formadas pelos seus propositores e por um grupo de até nove colaboradores por projeto. Cada um dos projetos terá apoio contínuo de mentores especializados, assistentes técnicos e mediadores locais. Os colaboradores serão selecionados em uma futura convocatória.
Esta será a terceira edição deste projeto da Segib, do qual o Brasil é um grande apoiador. A sua última edição ocorreu no Rio de Janeiro, em novembro de 2015 (#LABiCBR). Conheça aqui alguns dos resultados alcançados. A primeira edição foi realizada em 2014, em Veracruz, no México (#labicmx).
O #LabicCO ocorrerá em paralelo à XXV Cúpula Ibero-americana de Chefes de Estado e de Governo, cujo lema será “juventude, empreendedorismo e educação”.
Vinicius Mansur
Assessoria de Comunicação
Ministério da Cultura

Sobre Rose Meusburger

Veja também

Estudantes mineiros vencem competição na Finlândia

O Ultrahack Sprint II reúne estudantes do mundo todo para competir em diferentes hackathons. Os estudantes da UFMG venceram o Health Hack, cujo objetivo foi o desenvolvimento de soluções para auxiliar pacientes com mal de Parkinson por meio de estratégias de gamificação. A esse prêmio se juntou o de melhor solução mobile para o Polar Smart Watch.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *